Como declinar de uma vaga sem fechar portas

Estabelecer uma comunicação sincera com o recrutador é fundamental para que você seja considerado para outras oportunidades.


Faltar a uma entrevista de emprego ou até mesmo recusar uma vaga é algo que pode acontecer com qualquer um. Os motivos que levam a tais atitudes são pessoais, mas a maneira como o assunto é tratado com o recrutador pode interferir em sua vida profissional. Isto porque, dependendo da sua postura, seu currículo pode ser banido no banco de talentos da empresa, consultoria ou agência. O melhor caminho, portanto, é prezar pela comunicação.


QUESTÃO DE ÉTICA

Normalmente, um processo seletivo envolve diversas etapas. Do primeiro contato à aprovação (ou devolutiva negativa), tanto candidato quanto recrutador se dedicam com tempo e energia. Há uma troca entre profissional e a pessoa que está pleiteando o cargo.


Para que o participante tenha sido convocado é porque ele estava interessado na vaga e seu currículo era aderente a ela. Se ele vai desistir ou não da oportunidade em algum momento, é uma decisão pessoal. Porém, o recrutador espera ao menos ser comunicado de um possível cancelamento de entrevista ou desistência da seleção.


Faltar a um bate-papo, mesmo que on-line, sem avisar com antecedência, seja por telefone, e-mail ou mensagem, mostra muito da personalidade da pessoa. E isso está diretamente ligado à maneira como ela age profissionalmente. Sendo assim, ela pode ser desconsiderada para futuras vagas a serem trabalhadas pelo recrutador.


Se a necessidade de reagendar a entrevista ocorrer por situações imprevisíveis, como problemas de saúde, o ideal é conversar com quem o abordou e expor a dificuldade. É necessário demonstrar interesse pela oportunidade e tentar remarcar o evento. Não há garantia de que isso seja possível, já que tudo depende do tempo disponível e da urgência para que a posição seja preenchida, mas vale tentar.


Sair do achismo e estabelecer uma comunicação é a atitude mais assertiva e responsável. Não dar satisfação e simplesmente não aparecer para cumprir com o combinado faz com que você perca pontos e seja desclassificado da seleção.


Já se você chegou à conclusão de que a vaga não atende às suas expectativas e prefere desistir do processo seletivo, seja sincero também. Ocupar seu tempo e do recrutador sabendo que você não se identifica com as funções do cargo, com a empresa ou com o que ela oferece é ruim para ambos os lados.


Há detalhes sobre o emprego que só são apresentados em determinada etapa, portanto, é possível que você perca o interesse ou descubra que não dará conta do trabalho. Neste caso, novamente, ter uma comunicação sincera é o melhor a ser feito.


Apresente seu ponto de vista ao entrevistador. Reforçar suas qualidades e pontuar o que você deixa a desejar em relação à vaga mostra maturidade profissional. Além disso, se o combo oferecido não estiver de acordo com o que você busca, como salário, benefícios, atribuições e localização, não faz sentido você aceitar o emprego. Antecipe isso ao responsável pela seleção, agradeça o contato e esteja aberto a oportunidades mais aderentes ao seu perfil.


Deixe as portas abertas! Quem sabe você será lembrado pelo recrutador quando uma vaga que seja a sua cara aparecer.


Não deixe de ler:

Entenda as razões para uma vaga ter salário a combinar


O que pesquisar sobre a empresa antes da entrevista

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo