Quais são as diferenças entre júnior, pleno e sênior?

Atualizado: Jul 1

Saiba que tipo de escolaridade e experiência é necessário ter para ser um profissional júnior, pleno ou sênior


Júnior, pleno e sênior. Você provavelmente já se deparou com essas palavras na hora de cadastrar currículo em algum site ou analisar a descrição de uma vaga. Elas estão presentes na nomenclatura de alguns cargos e categorizam os profissionais por níveis, mas você conhece as diferenças? Entenda o que cada uma significa e saiba em qual você se encaixa.

UM DEGRAU DE CADA VEZ


Ocupar uma posição de nível júnior, pleno ou sênior não é uma escolha exclusiva do profissional, ou seja, não é como decidir a área de atuação. Pode ser um objetivo, mas não é possível pular etapas (começando por um cargo sênior, por exemplo). É um processo de evolução e maturidade de carreira.


Diversos fatores influenciam para que cada pessoa esteja no nível adequado em uma empresa. As categorias permitem identificar a posição hierárquica e as funções de cada um no ambiente de trabalho. Mas para que isso seja feito de maneira assertiva, os principais pontos a serem considerados são:


✅ Escolaridade


✅ Tempo de formação


✅ Experiência (tempo de carreira)


✅ Complexidade de tarefas do cargo


✅ Poder de decisão do profissional na empresa


✅ Remuneração


CARGOS E SALÁRIOS


O conjunto de fatores que categoriza os funcionários também tem ligação direta com a remuneração paga a eles. A escala de salário segue a de níveis: pleno ganha mais que júnior e sênior ganha mais que pleno.


Identificar as atribuições e o tipo de autonomia que cada profissional pode ter, além de definir remunerações adequadas, faz parte do plano de cargos e salários das empresas. Essa organização, quando bem definida, traz ganhos para ambos os envolvidos: contratantes e funcionários.


É importante destacar que trabalhar em um local que tenha um plano de cargos e salários definido não garante que você suba de nível – e tampouco estabeleça tempo para essa possível evolução. O profissional pode ser promovido rapidamente ou estagnar por um tempo na mesma função, por exemplo. Cada caso é analisado individualmente e a regra de cargos e crescimento depende, também, de políticas internas. Procure saber como isso funciona na empresa da qual você faz parte.


PRINCIPAIS DIFERENÇAS


Confira, a seguir, as principais diferenças entre júnior, pleno e sênior para entender melhor onde você se encaixa ou irá se encaixar!


🟢⚪⚪ JÚNIOR

Sigla em algumas descrições do cargo: JR.

Formação: terminando a faculdade ou recém-formado.

Experiência profissional: até 5 anos.

Tarefas: relativamente simples, de menor complexidade.

Autonomia para decisões: pouca ou nenhuma.

Tempo na empresa: recém-contratado.


🟢🟢⚪ PLENO

Sigla em algumas descrições do cargo: PL.

Formação: nível superior (e pós-graduado ou com MBA, em alguns casos).

Experiência profissional: 6 a 9 anos.

Tarefas: mais complexas, com capacidade para ser tutor por conhecer melhor seu departamento e ter mais maturidade profissional.

Autonomia para decisões: tem poder de decisão, mas responde a um superior.

Tempo na empresa: maior que o do júnior (normalmente já foi promovido).


🟢🟢🟢 SÊNIOR

Sigla em algumas descrições do cargo: SR.

Formação: pós-graduação ou especialização.

Experiência profissional: mais de 10 anos, na maioria dos casos.

Tarefas: complexas e de grande responsabilidade para liderar equipes, fazer gestão de projetos e reuniões e tomar decisões de forma ágil.

Autonomia para decisões: toma decisões sozinho (está “abaixo” apenas da diretoria).

Tempo na empresa: profissional com mais tempo de casa, que conhece o funcionamento dos setores e entende melhor o plano de carreira da empresa.


ATENTE-SE AOS DETALHES

Agora que você conhece melhor a diferença entre os níveis, fica mais fácil se candidatar para a vaga certa. E uma dica bônus: muitas empresas fazem buscas na internet por meio de palavra-chave, portanto, você pode ficar de fora de uma seleção pelo simples fato de não descrever os seus cargos corretamente no currículo. Turbine suas experiências usando os termos corretos e tenha mais chances de ser encontrado nas buscas ativas dos recrutadores.


0 comentário